Ir para o conteúdo

Prefeitura de Votorantim e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura de Votorantim
Acompanhe-nos:
Rede Social Likiedin
Rede Social Instagram
Rede Social Facebook
Rede Social Youtube
Rede Social Whatsapp
Rede Social Sound Cloud
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
SET
05
05 SET 2022
Cultura expõe obra e incentiva o Setembro Verde
enviar para um amigo
receba notícias
A exposição está disponível no Paço Municipal até o dia 29 deste mês
Com peças criativas e lindas canções tocadas no violino. Assim foi aberta a exposição feita pela Secretaria de Cultura de Votorantim (Secult) em incentivo ao Setembro Verde, o mês da inclusão. A exposição está disponível no Paço Municipal até o dia 29 deste mês. 
 A diretora da Secult, Kelly Perez de Carvalho, conta que o objetivo da exposição é reforçar a ideia do Setembro Verde. “É o mês que relembramos essa luta e reforçamos a capacidade das pessoas com deficiência”. 
A obra exposta é do artista Moisés de Camargo, conhecido como “MoisésSurdo”. Ele se inspira nos momentos do dia a dia, imagina suas obras durante os sonhos e coloca em prática sucata. “Comecei fazendo um caminhãozinho de ferro. Depois com incentivo, fui fazendo mais e mais. De 2018 pra cá, já tenho 34 artes”. A deficiência auditiva de Moisés não impede o dom e capacidade. “Através das vibrações dos sons, eu consigo sentir, e, assim, transformar em obras”, explica.
Entre as sucatas estão as peças inspiradas no dia a dia, como “O lúdico na infância”, em que ele viu seu filho brincando em um sítio e oficializou o momento com a arte. Outra peça interessante é a “Selfie”, presente na rotina de todos. 
Nesta segunda-feira (dia 5 de setembro), quem passou para admirar a exposição também pôde conferir o talento do violinista Jonathan da Silva. Ele começou na escola de música da cidade “Maestro Nilson Lombardi” e hoje estuda no conservatório de Tatuí. “Sou apaixonado por violino desde os meus 7 anos de idade, mas somente depois de ficar cego que comecei a tocar. Foi a maior realização de sonho da minha vida”.
 
Inclusão
A professora e intérprete de libras, Maria Angela Oliveira, também fundadora da Associação do Amor Inclusivo conta a importância da exposição. “Ações como essas são extremamente relevantes para as pessoas entenderem que deficientes não são coitadinhos, são seres humanos com capacidades e talentos”. Ela também explica que “quando falamos ou escrevemos ‘deficientes’, focamos muito na letra D e esquecemos que em seguida está escrito ‘eficiente’. É necessário abrir essas oportunidades a eles”, finaliza.
Autor: Fernanda Sena, do programa de estágio, sob supervisão de Marcel Stefano
Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia