Ir para o conteúdo

Prefeitura de Votorantim e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Votorantim
Acompanhe-nos:
Rede Social Instagram
Rede Social Facebook
Rede Social Whatsapp
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
AGO
10
10 AGO 2022
Votorantim orienta ao combate a Leishmaniose
enviar para um amigo
receba notícias
PROCESSANDO ÁUDIO
Os bairros com mais casos na cidade são o Parque Bela Vista e o Vossoroca
Esta é a Semana Estadual de Prevenção e Controle da Leishmaniose Visceral no Estado de São Paulo, por isso, o Centro de Controle de Zoonoses de Votorantim orienta o combate da doença. Na cidade, os bairros com mais ocorrência são o Parque Bela Vista e Vossoroca.
A leishmaniose visceral é uma doença infecciosa grave que pode ocorrer em humanos e, também, em animais (leishmaniose canina). Ela é transmitida pelo Lutzomyia longipalpis infectado, conhecido popularmente por “mosquito palha”. 
Em 2021, a cidade de Votorantim teve 66 cães confirmados com a doença. este ano, já são 21 casos confirmados e, até o momento, 100 notificações. Em 2021, os bairros com o maior número de cães com Leishmaniose Visceral Canina foram Parque Bela Vista, Parque Santa Márcia e Vossoroca.
O mosquito palha prefere viver em locais úmidos com sombra e acúmulo de material orgânico, como, por exemplo, restos de comida, frutas apodrecidas e fezes de animais.
 
Como prevenir?
É necessário manter a casa, quintal, hortas e jardins sempre limpos; evitar o acúmulo de materiais orgânicos e manter os lixos bem embalados. Não deve criar galinhas e porcos em ambiente urbano. E, pode ser usado telas de 1mm nas janelas e portas.
Já o seu cãozinho é possível protegê-lo da picada do inseto com coleira repelente a base de deltametrina 4% ou produtos veterinários que repelem o mosquito. Evite deixar o cão sair no horário em que o mosquito age (entardecer, anoitecer).
 
Sintomas
 Nos humanos são: febre prolongada; anemia; emagrecimento; fraqueza e cansaço; diarréias; inflamação dos gânglios linfáticos e aumento do baço e fígado. Já nos animais: perda de apetite; emagrecimento rápido; diarreia e vômitos; feridas no focinho; queda de pelos e dermatites, descamações e úlcerações. 
O diagnóstico e o tratamento da leishmaniose visceral humana é gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
Autor: Fernanda Sena, do programa de estágio, sob supervisão de Marcel Stefano
Seta
Versão do Sistema: 3.2.6 - 05/09/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia